segunda-feira, 30 de abril de 2018

Prostituição nos presidios: Agentes auxiliam entradas de "giriquitas "


\"Aquilo é um mundo à parte\". A fala, de uma autoridade ligada à Justiça do Estado do Ceará, sintetiza o que há dentro dos presídios. Aquém do olhar da sociedade, a rotina nos equipamentos é feita por regras ditadas por presos. Entre superlotação e esquecimento, os detentos buscam por meio da corrupção de servidores garantir \"luxos\" privados.

A entrada de prostitutas nas unidades prisionais não é descoberta recente. Porém, a partir da Operação Masmorras Abertas, deflagrada há duas semanas, foi evidenciado que há participação de agentes penitenciários. Na maioria dos casos, há servidores que agem indiretamente cometendo o crime de prevaricação.

Segundo o promotor titular da Comarca de Itaitinga, Luís Bezerra Lima, existe prostituição em todas as Casas de Privação Provisória de Liberdade (CPPLs) do Município da Região Metropolitana de Fortaleza. As investigações do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) apontam indícios de que alguns agentes permitam entradas das 'giriquitas', como são conhecidas as mulheres que entram nos equipamentos e tiram proveito financeiro em troca de sexo.

\"O número de ocorrências é bem sazonal. A gente sabe que há permissividade de alguns agentes penitenciários\", disse o promotor. Em conversa com uma agente penitenciária, a servidora explicou, sem detalhar, que já flagrou um dos seus colegas de trabalho, que ocupa função superior no equipamento, permitindo a entrada.

\"Geralmente as prostitutas entram sem malotes. Aí entram rápido. Tem casos que nem a CGD sabe porque são abafados na unidade mesmo. Dentro do presídio, a gente bate o olho e vê quem é 'giriquita'. Sempre bem arrumadas. Chamam mesmo a atenção. Já vão para aquele preso certo\", revelou a agente.

De acordo com uma fonte do MPCE, que optou por não ser identificada, \"existem pessoas que entram nos presídios autorizadas. Sem cadastro, sem documento, sem nada. Só com contato lá de dentro. E isso não se resume às grandes penitenciárias. Tem também nas cadeias do Interior\".

Fraude

As circunstâncias são ainda mais recorrentes quando se tratam das fraudes nos documentos de identificação para conseguir acesso aos que são mantidos em cárcere. Luís Bezerra lembra que, no mundo jurídico, uma mulher, sozinha, cobrar para fazer sexo não é crime. No entanto, a ilegalidade acontece se houver um agenciador que ganhe com a exploração sexual ou se forem dadas informações falsas para a emissão da carteira de visitação.

\"Para visitar um preso é preciso declarar união estável. É aí que começa a fraude. Em Itaitinga a gente tem inúmeros casos de mulheres que o preso sequer conhece. Aí fazem declaração de que convive junto dela. Está aí o crime de falsidade ideológica\", disse o promotor.

O esquema acontece a partir de uma parceria entre 'bruxo' e 'patrão'. Na prisão, 'bruxo' é o preso que não tem dinheiro e nem visitas. \"É visado por não ter ninguém por ele\", diz um agente penitenciário. Então, é ele quem empresta seu nome para um detento que tem condição financeira.

\"O 'bruxo' assina um documento de declaração de união estável. Esse documento vai para a mão do agente. A visita vai até o Nucav e se habilita para entrar. Quando entra não quer nem saber quem é o 'bruxo'. Vai direto para o 'patrão'\", detalhou a fonte do Ministério Público do Ceará.

A venda não tem um valor fixo, \"é a necessidade que diz\". O ''favor'' tem o comércio como consequência. O nome costuma ser concedido em troca de drogas, celular e comida.

Aliciadores

Nos presídios também estão os suspeitos de aliciar mulheres para prostituição. Quando um preso intermedeia a entrada de uma prostituta, dentro do equipamento, ele passa a ser \"dono da mulher\".

De acordo com uma agente penitenciária entrevistada, os detentos cobram favores uns aos outros para a mulher visitar mais de uma área.

O promotor titular da Comarca de Itaitinga confirma a informação. \"Eu posso assegurar que essas prostituições não se limitam a um preso. Já ouvimos declarações em audiências. Isso é periódico e acontece com muita fragilidade. E aí, eles dão um jeito de pagar. Porque se um preso acumula dívida dentro do presídio, ele fica jurado de morte e essa promessa é cumprida\", reconheceu

Bezerra

Questionada sobre a prostituição nas prisões e o que vem sendo feito para conter a situação, a Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus) respondeu que, em 2015, criou o Núcleo de Cadastro de Visitantes (Nucav) com objetivo de oferecer mais comodidade aos familiares dos internos e aumentar a segurança das unidades e do cadastro, com uma análise mais apurada da documentação: \"a equipe analisa a documentação e identifica possíveis fraudes\", disse por meio de nota.


Falsa mudança de parceiro facilita acesso às unidades



A entrada de prostitutas nos presídios se desdobra em crimes diversos. Para a liberação da visita, as mulheres se valem de histórias e documentos falsos. O delegado Jaime Paula Pessoa Linhares, titular da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF) contou que o uso de identidades falsas em prol de conseguir carteiras de visitantes no Sistema Penitenciário é crime comum.

\"Quando nós recebemos casos de falsificação de documentos de visitantes percebemos que em menos de um mês, com diferença de poucos dias, a mulher estava, supostamente, mudando de companheiro. Aí ela vai e faz visita em um novo presídio, mas mantinha a carteira de entrada lá do outro\", explicou Jaime Linhares.

Explicações

O titular da DDF ressaltou que por depoimentos as explicações costumam ser as mesmas. O raro é que alguma flagrada assuma o papel de 'giriquita': \"As mulheres sempre dizem a mesma coisa: conheci um novo amor e precisei tirar uma nova carteira. É uma mudança rápida e são pessoas distintas. Não tem nada que ligue o companheiro de hoje com o companheiro de daqui um mês\", afirmou o titular da DDF.

As investigações da Especializada para casos como o citado pelo delegado mostraram que as falsificações têm, principalmente, duas finalidades: ser pombo-correio (levar e trazer informações de mais de uma unidade penitenciária) ou se favorecer a partir da prostituição.

O policial civil recordou que em 2017 houve ocorrências envolvendo adolescentes. Quando iniciada a investigação, a DDF descobriu que a suspeita se tratava de uma menor de idade. A menina havia mentido sobre nome e filiação, mas também a idade. \"No ano passado nós tivemos um número considerável de flagrantes. Em um, a menina conseguiu tirar a carteira de visita mesmo sendo menor de idade. O caso foi encaminhado para a Delegacia da Criança e do Adolescente. Isso nos deixa em alerta para essa questão da prostituição\", acrescentou.

Segundo a Sejus, em abril de 2017, o Núcleo de Cadastro de Visitantes (Nucav) iniciou um trabalho em parceria com a DDF para identificar possíveis documentos falsos que chegassem para cadastro.

A Secretaria da Justiça informou que, em um ano, 45 documentos \"foram identificados e seus portadores encaminhados à Especializada para os procedimentos cabíveis\".

FONTE: DIÁRIO DO NORDESTE 

domingo, 29 de abril de 2018

Helicóptero utilizado na morte de líderes do PCC será usado pelo Polícia cearense


O helicóptero utilizado no duplo assassinato de membros do Primeiro Comando da Capital (PCC) no Ceará fará parte da frota de aeronaves da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Estado (SSPDS). O anúncio foi feito pelo governador Camilo Santana, neste sábado (28), durante evento no município de Eusébio.

Segundo o gestor, o Estado obteve autorização da Justiça Federal para que o helicóptero seja utilizado pela Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer). \"Vamos adesivar [a aeronave] com o nome da Polícia para ser utilizada pela Secretaria de Segurança Pública\", afirmou Camilo.

Localizada e apreendida no interior de São Paulo no dia 2 de março, a aeronave modelo EC 130 encontra-se em Fortaleza há cerca de três semanas, conforme informou a assessoria de comunicação da Ciopaer. Segundo o tenente-coronel Marcos Costa, relações públicas da Coordenadoria, o helicóptero, avaliado em pelo menos R$ 2,5 milhões, possui sete lugares e apresenta componentes mecânicos semelhantes aos de outras aeronaves já usadas pela SSPDS.

Origem da aeronave

O helicóptero foi utilizado no assassinato dos traficantes Rogério Jeremias de Simone, o \"Gegê do Mangue\", e Fabiano Alves de Souza, o \"Paca\", no dia 17 de fevereiro, na reserva indígena Lagoa Encantada, em Aquiraz.

No interior de São Paulo, a aeronave foi localizada após uma revista ao apartamento do piloto Felipe Ramos Morais, que realizou o transporte dos membros da facção no dia do crime e estaria envolvido na execução.

Essa é a segunda aeronave utilizada em crimes no Estado que passa a fazer parte da frota da SSPDS. Em dezembro de 2015, a Justiça Federal autorizou que um monomotor apreendido no município de Canindé quando transportava 400 quilos de Cocaína tivesse a posse transferida para a Ciopaer.

FONTE: DIÁRIO DO NORDESTE 


sábado, 28 de abril de 2018

Sobe para 40 o número de policiais militares mortos no Rj


Subiu para 40 o número de policiais militares mortos no Rio de Janeiro neste ano, com o assassinato deste sábado (28) do sargento Carlos Eduardo Gomes Cardoso, de 36 anos. Ele foi morto durante uma operação na manhã deste sábado (28) na comunidade Bateau Mouche, em Jacarepaguá, na zona oeste da capital fluminense. O sargento chegou a ser levado para o hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, também na zona oeste, mas não resistiu.
Segundo o Comando da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, ele era casado e deixa dois filhos. O sargento era lotado no 41º Batalhão da Polícia Militar, no Irajá, e estava havia 12 anos na corporação. De acordo com o Disque Denúncia, além dos 40 policiais militares, já morreram este ano dois policiais civis e um agente penitenciário.

FONTE: UOL

quinta-feira, 26 de abril de 2018

Ceará: Traficante pagou 3 mil para liberar carro


O titular do 34º DP (Centro), da Polícia Civil, Romério Almeida, foi afastado do cargo, ontem, por suspeita de ter favorecido um traficante de drogas. O delegado, um advogado e um detento foram alvos da \"Operação Renault 34\", deflagrada pelo Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio do Núcleo de Investigação Criminal (Nuinc), com a Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública e Sistema Penitenciário do Estado (CGD).


A reportagem apurou que a investigação flagrou, através de interceptações telefônicas autorizadas pela Justiça estadual, um suposto esquema criminoso envolvendo o delegado, o advogado Hélio Nogueira Bernadino e o seu cliente Anderson Rodrigues da Costa. O advogado e o traficante foram flagrados, na conversa, negociando a liberação de um veículo Renault Logan, que estava apreendido no pátio do 34º DP. Anderson pagaria R$ 1.500 para o advogado e R$ 1.500 para o delegado.

A conversa pelo telefone se deu em 27 de janeiro de 2016. O veículo tinha sido apreendido no dia anterior. A Coordenadoria de Inteligência (Coin) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) descobriu, também através de interceptações telefônicas realizadas com ordens judiciais, que Anderson da Costa, suspeito de integrar uma facção criminosa, ia realizar uma entrega de entorpecentes nas proximidades da Avenida Duque de Caxias, no Centro da Capital. Uma equipe da Polícia Militar foi acionada para a ocorrência, onde foi recebida com tiros e revidou. O traficante conseguiu fugir, mas deixou o Logan para trás e os policiais realizaram a apreensão do automóvel, junto com documentos pessoais, aparelhos celulares e certa quantia em dinheiro.

Anderson procurou o advogado Hélio Bernardino para conseguir a liberação do carro. O advogado disse que resolveria o problema com o pagamento de uma quantia em dinheiro. Logo no dia seguinte, 28 de janeiro de 2016, o veículo e os outros bens foram restituídos pelo 34º DP.

Inquérito

A investigação ainda detectou que o Boletim de Ocorrência (B.O.) registrado pelos PMs pela troca de tiros com um suspeito não resultou na abertura de Inquérito Policial.

Somente após o Núcleo de Investigação Criminal questionar o fato, o delegado Romério Almeida instaurou o procedimento, em 20 de outubro de 2017, mais de um ano e meio após a ocorrência. Diante dos indícios, o MPCE requereu ordens de busca e apreensão na residência e no gabinete do delegado, localizados nos bairros Aldeota e Centro, respectivamente; no domicílio do advogado, na Jacarecanga; e na cela onde se encontra o preso, na Unidade Prisional Desembargador Francisco Adalberto Barros de Oliveira Leal, conhecida como 'Carrapicho', no Município de Caucaia.

O órgão investigador ainda solicitou o afastamento de Romério do seu cargo público, por 60 dias, por suspeita de cometer o crime de corrupção passiva. Os outros dois homens são investigados por corrupção ativa. Os mandados foram autorizados pelo juiz da 8ª Vara Criminal de Fortaleza, Henrique Jorge Granja de Castro, no último dia 23 de março, e cumpridos, na manhã de ontem.

Responsável pela defesa do delegado, a assessoria jurídica da Associação dos Delegados de Polícia Civil do Estado do Ceará (Adepol), representada pelos advogados Leandro Vasques e Afonso Belarmino, afirmou que \"os fatos sob apuração já foram esclarecidos pelo Dr. Romério Almeida perante o Ministério Público\". \"Os diálogos entre o advogado e o seu cliente, captados por interceptação telefônica, não permitem de forma alguma a conclusão de que o delegado recebeu qualquer valor. Entendemos se tratar de um ruído de comunicação ou um contorcionismo interpretativo nesse sentido\", explicou.
FONTE: DIÁRIO DO NORDESTE 


quarta-feira, 25 de abril de 2018

Polícia Civil Cearense esclarece homicídio ocorrido contra diretor do Fortaleza Esporte Club




Seguindo informações de inteligência e com o conteúdo de denúncias anônimas, as equipes intensificaram os trabalhos e identificaram o destino que o menor tomou após o crime.
A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) esclareceu o latrocínio que vitimou Roberto Mamede Studart Soares (54) e capturou, na madrugada de ontem terça-feira (24), os dois suspeitos de cometerem o crime, ocorrido na tarde da ultima segunda-feira (23), no bairro Papicu, Área Integrada de Segurança 10 (AIS 10). As equipes policiais se mobilizaram entorno de reunir informações no intuito de capturar os infratores. As diligências ininterruptas apontaram os nomes e os paradeiros dos suspeitos. Os detalhes da ação policial foram apresentados em coletiva de imprensa, na manhã desta terça-feira (24), na sede da Divisão Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no bairro de Fátima.

Em ações contínuas, equipes da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), com apoio da Unidade Tático Operacional (UTO), conseguiram localizar a motocicleta utilizada no crime, no bairro Jangurussu (AIS 3), modelo Yamaha Fazer YS250, placa OBX-3100. Em seguida, chegaram ao paradeiro de Luís Djacy Rodrigues de Sousa Júnior (23), com duas passagens por roubo e um desacato. Luís foi encontrado e preso próximo a uma unidade de saúde, no bairro Conjunto José Walter (AIS 8). Em depoimento, ele admitiu a participação no crime. O suspeito deu apoio ao menor, utilizando a moto que estava parada próximo às vagas do estabelecimento bancário.

Seguindo informações de inteligência e com o conteúdo de denúncias anônimas, as equipes intensificaram os trabalhos e identificaram o destino que o menor tomou após o crime. Ele fugiu para o município de Morada Nova, onde residem familiares dele. O menor, que acumula passagens por roubo e receptação, foi conduzido do município do Vale do Jaguaribe para Fortaleza. Em depoimento, ele confessou ser o autor dos disparos que atingiram Roberto. Ele declarou que percebeu quando a vítima mexia nos bolsos e decidiu abordá-la, supondo que ela estava com dinheiro. Durante a abordagem, a vítima chutou seu joelho, o que fez ele cair no chão. Em sequência, o menor conseguiu se levantar e disparar contra Roberto. A arma do crime ainda não foi localizada.

Durante a coletiva, o secretário da Segurança Pública e Defesa Social, André Costa, ressaltou o esforço dos profissionais de segurança em dar uma resposta rápida. “Ontem, mais uma vez, os policiais deram resposta com muita eficiência e rapidez. Destaco a garra e a vontade dos nossos policiais, que estenderam seus horários e se prontificaram a colaborar com as ações, mesmo estando de folga. No primeiro semestre deste ano, tivemos uma redução forte nos latrocínios, cerca de 40% a menos e isso é fruto de um trabalho integrado de ostensividade e patrulhamento da Polícia Militar nas ruas e a efetividade da Polícia Civil, que consegue dar uma resposta rápida e levar essas pessoas presas para serem julgadas pelo Poder Judiciário”.

Autuado em flagrante, Luís vai responder pelos crimes de latrocínio (roubo seguido de morte) e corrupção de menor. O menor foi flagranteado em um ato infracional análogo ao crime de latrocínio. Ambos os suspeitos estão à disposição da Justiça.

O crime

Roberto Mamede Studart Soares (54) saía de uma agência bancária quando foi surpreendido por um menor de 16 anos, que o abordou na porta de seu carro estacionado na agência. Imagens de câmeras de monitoramento flagraram quando vítima e infrator entraram em luta corporal. Em segundos, o menor conseguiu se desvencilhar e disparou três vezes contra a vítima, que teve óbito confirmado no local. De imediato, equipes da Polícia Militar do Ceará (PMCE) e da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) iniciaram as buscas aos suspeitos e lograram êxito em menos de 12 horas após o crime.

sábado, 21 de abril de 2018

Facção criminosa planejava matar juiz, promotor e delegada

O crime organizado mostra, em ações ousadas, que não teme nem mesmo autoridades no Ceará. A Polícia Civil descobriu, nesta semana, que uma facção planeja o assassinato do juiz, do promotor e da delegada de Crateús (a 354 km de distância de Fortaleza). Em Icapuí, a 205 km, outro grupo criminoso tem ameaçado políticos e servidores públicos e aterrorizado os moradores da cidade.

Segundo uma fonte da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), que preferiu não se identificar, interceptações telefônicas vêm acompanhando a movimentação dos criminosos de Crateús, há cerca de um mês, e desvendaram a trama. Os suspeitos seriam membros da facção Comando Vermelho (CV).

As conversas pelo telefone apontam que o primeiro alvo da organização criminosa era a titular da Delegacia Regional de Crateús, da Polícia Civil, delegada Ana Paula Scotti. Depois, o bando pretendia executar o juiz da Comarca do Município, Francisco Gilmário Barros Lima, e o promotor de Justiça José Arteiro Soares Goiano.

A fonte ouvida pela reportagem acredita que a Polícia Civil está próxima de prender os criminosos. A investigação contou com apoio da Coordenadoria de Inteligência (Coin) da SSPDS.

\"A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) informa que mantém os trabalhos de investigação de combate ao crime organizado no município de Crateús, Área Integrada de Segurança 16 (AIS 16), e apura as ameaças de grupos criminosos a autoridades da região. Mais detalhes serão repassados no momento oportuno para não comprometer o andamento dos trabalhos policiais\", disse a Secretaria da Segurança, em nota.

O Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) afirmou, em nota, que \"tomou ciência dos fatos e encaminhou o caso ao conhecimento da Comissão de Segurança Permanente do Poder Judiciário para adoção de providências\".

Já o Ministério Público do Estado Ceará afirmou ter adotado \"todas as providências para resguardar a segurança do membro do MPCE em Crateús e o exercício das funções ministeriais\". A delegada Ana Scotti não quis falar sobre o assunto. O juiz Francisco Gilmário e o promotor José Arteiro não foram localizados.

Icapuí

Em Icapuí, as facções Guardiões do Estado (GDE) e Comando Vermelho trocam ameaças pelas redes sociais, assustando os moradores do Município que não têm relação com a disputa por território para o tráfico de drogas, e direcionam mensagens intimidatórias a autoridades e servidores públicos.

Na página da Prefeitura Municipal de Icapuí na rede social Facebook, um perfil publica comentários em diversas postagens recentes do órgão, ameaçando o prefeito e o diretor da Cadeia Pública. O objetivo da pessoa, identificada na rede social como Algusto Carneiro, é que presos rivais, custodiados naquela Cadeia, sejam transferidos para outra unidade do Sistema Penitenciário cearense.

A reportagem procurou a Prefeitura, mas as ligações não foram atendidas. A Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus) foi questionada sobre as ameaças ao diretor carcerário, mas não respondeu até o fechamento desta matéria.

Uma moradora de Icapuí, que preferiu não se identificar, contou que o crime organizado alterou a rotina da população. \"De primeiro, não tinha esse negócio de facção, era tranquilo, a gente ficava fora de casa até tarde da noite. Hoje a gente tem medo.

O tenente Ricardo Ponciano, comandante da Polícia Militar em Icapuí, atribuiu as mensagens nas redes sociais a perfis falsos. \"São 'fakes' que estão fazendo esse tipo de coisa. A gente está trabalhando forte e desarticulando varias pessoas que trabalham para essas facções\". O PM acrescentou que, devido ao grande número de prisões realizadas, a Cadeia Pública do Município está superlotada. Três celas, que teriam capacidade para três internos cada, contam com mais de 50 detentos, segundo o oficial da PM.

A Polícia Civil informou que iniciou investigações para identificar e capturar autores de ameaças. A Pasta afirmou que nenhum político ou pessoa pública foi citada nas postagens. Acrescentou que a Delegacia Municipal, a PM e a Sejus já iniciaram ações para \"evitar delitos\".
FONTE: DIÁRIO DO NORDESTE 

sábado, 14 de abril de 2018

Estudante de direito morta em assalto é sepultada em Fortaleza



Naquela situação, o silêncio falou. Olhos marejados e entristecidos dos amigos e familiares revelaram a tristeza e o desejo de Justiça para que os responsáveis por executar a estudante universitária Cecília Moura, 21, sejam punidos. A jovem foi assassinada com um disparo de arma de fogo na cabeça, na última quinta-feira (12), no bairro Parque Manibura, em Fortaleza.


Solidários ao pedido feito pela família, dezenas de pessoas compareceram ao Cemitério Parque da Paz, na tarde dessa sexta-feira, vestindo roupas brancas, como uma forma de chamar atenção para que as autoridades governamentais tomem providências em relação ao caso. “Até quando?”, disseram.

A pergunta feita pela ex-colega de curso da vítima, Paula Beviláqua, faz-se calar. “Uma menina doce e feliz, que amava viver”. É assim que ela define a jovem, vociferando a solução do caso para que outras “Cecílias, Terezas e Marias” não sejam mais vítimas do mesmo fato.

Para o amigo de Cecília Moura, G. Laureano, faltou solidariedade por parte dos governantes municipais e estaduais em estarem presentes na ocasião. “No dia do aniversário da cidade, o que podemos comemorar”?

Ele faz crítica aos gestores que, mesmo com a repercussão da morte da estagiária do Ministério Público Federal (MPF) e do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), não decretaram luto em nome dela e de outras vítimas do mesmo crime.

Os familiares partilham a mesma ideia: não existe Justiça sem haver punição. A fé, segundo a tia da jovem, Catarina Freitas, serve, no momento, como um ponto de equilíbrio para todos. “O esclarecimento espírita que nós temos é que realmente chegou o momento dela partir, porém sabemos que foi um crime brutal”, relata a familiar.

Namorado

Cecília Moura e Isac Anderson Barbosa completariam um ano de relacionamento na próxima segunda-feira (16). Emocionado, o namorado lembra que eles se conheceram na universidade, e que nutriu um sentimento pela então companheira durante três anos. Rememorando as características da namorada, ele recorda: “ela tinha um senso de Justiça extremamente aguçado. Era da personalidade dela”, afirma, definindo a jovem como empática e relatando que o casal planejava realizar um projeto para ajudar crianças e idosos.

Como uma forma de homenagear Cecília Moura, a turma de Pós-Graduação que a jovem estudava receberá o nome dela. Contentes com o fato, os colegas, de forma respeitosa, comemoraram. Isac Barbosa considera fantástico a condecoração. “Ela merece ser eternizada. Agora, assim como para nós, ela terá importância para todos”.

Conforme o namorado da vítima, o principal desejo neste momento é que seja feita Justiça. “Humanamente, o crime não se explica. A minha vontade é a de que eles sejam condenados da maneira mais severa possível pelo crime que cometeram. Eles nos tiraram algo que ninguém consegue descrever o valor”. (Colaborou Itallo Rocha)

FONTE: DIÁRIO DO NORDESTE 

quinta-feira, 12 de abril de 2018

Jovem universitária é assassinada em Fortaleza


Uma jovem foi atingida na cabeça por um disparo de arma de fogo, na manhã desta quinta-feira (12), na Rua Vereador Pedro Paulo, no bairro Parque Manibura. Depois da ocorrência, uma pessoa socorreu a jovem de 23 anos para o Instituto Doutor José Frota (IJF), em Fortaleza.

De acordo com a Polícia Civil, a vítima estava conduzindo um veículo quando foi abordada e lesionada a bala. Após o crime, ela perdeu o controle do automóvel e chocou-se contra um muro.

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que o 26º Distrito Policial (DP) está responsável pelas investigações e que a Polícia Militar (PM) continua em diligências, com o objetivo de capturar os responsáveis pelo crime.

FONTE: DIÁRIO DO NORDESTE 


quarta-feira, 11 de abril de 2018

Ceara: Delegado de Polícia é condenado por tráfico de drogas

O delegado da Polícia Civil Jéferson Lopes Custódio foi condenado pelo Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) a cinco anos e seis meses de prisão e a perda do cargo devido aos crimes de tráfico de drogas e denunciação caluniosa. O réu atuava no município de Senador Pompeu.

O Tribunal divulgou nesta quarta-feira (11) que a sentença foi proferida na última quinta-feira (5). Segundo o órgão, o acusado teria, por meio de uma outra pessoa, fornecido cocaína gratuitamente a um usuário de drogas com intuito de forjar confissão de autoria em relação a homicídio ocorrida naquele município, em 2016.

Segundo o TJCE, Jéferson Lopes deve cumprir sentença em regime semiaberto, mas pode aguardar o recurso em liberdade. Um inspetor é acusado, no mesmo processo, por abuso de autoridade. Por se tratar de delito de menor potencial ofensivo, a ação contra o inspetor foi remetida ao Juizado Especial Cível e Criminal (JECC).

segunda-feira, 9 de abril de 2018

Homem executa casal e comete suicídio em Fortaleza

Carla e Rafael, vestidos com as cores do seu time de futebol, se deslocavam em sentido à Arena Castelão, onde teriam um dia de comemoração pelo título do Ceará Sporting Club. A alegria e as vidas foram interrompidas por tiros. Um homem matou o casal e depois cometeu suicídio.


O crime aconteceu na Avenida Alberto Craveiro, no bairro Dias Macedo, em Fortaleza, por volta de 15h de ontem. Carla Carrilho, de 40 anos de idade, natural de São Paulo; e Rafael Carlos Bispo, 31, cearense, morreram no local. Marcos Roni Albuquerque de Morais, 43, também nascido no estado paulista, chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.


De acordo com o delegado da Polícia Civil, Geovani Moraes - plantonista do 16º DP (Dias Macedo) - Marcos Roni se aproveitou do engarrafamento para sair do seu veículo, um Chevrolet Onix de cor prata e alugado, andar até o Chevrolet Prisma branco, que estava na frente, e desferir vários tiros contra o casal.


Uma testemunha contou à reportagem que a mulher chegou a ser retirada do automóvel por pessoas que passavam pelo local, mas o assassino voltou e efetuou mais tiros contra Carla.


\"O sinal estava fechado. E o engarrafamento, grande. O carro estava com o vidro aberto. Um homem com chapéu panamá e óculos escuros chegou andando ao lado do carro e começou a atirar. Eu fiquei sem reação. Meu irmão, que dirigia nosso carro, tentou sair. Quando a gente conseguiu, vi o homem voltando e atirando de novo\", relatou.


Após cometer o duplo homicídio, Marcos recarregou o revólver calibre 38 especial e atirou contra a sua própria cabeça. Ele ainda foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado ao Instituto Doutor José Frota (IJF), mas morreu horas depois.


Crime passional


A primeira linha de investigação da Polícia Civil é de crime passional. \"Pelo que a gente colheu até então, seria um crime passional, pelas circunstâncias e pelo modus operandi. A priori, seria um veículo alugado esse Onix prata e, assim que o veículo da frente parou no sinal, ele desceu e executou os dois. Posteriormente, ele veio ao veículo, recarregou e se suicidou\", revelou o delegado Geovani Moraes.


PMs e policiais civis do 16º DP foram os primeiros a chegarem no local do crime e apreenderam a arma de fogo utilizada para as três mortes. Em seguida, compareceram equipes da Perícia Forense do Ceará (Pefoce) e do 13º DP (Cidade dos Funcionários), que será responsável pela investigação do caso, de acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).


Nas redes sociais, Marcos Roni havia postado uma foto com Carla Carrilho e uma criança, no dia 26 de janeiro deste ano, com a legenda \"Eu e elas, matando a saudade!\". A Polícia Civil não esclareceu a relação entre as três pessoas mortas.

quinta-feira, 5 de abril de 2018

Capitão da PM Sergipana é assassinado em Porto da Folha Sergipe





O comandante do Pelotão da Companhia Especializada em Operações Policiais em Área de Caatinga (Ceopac), capitão Manoel Oliveira foi excecutado a tiros na noite desta quarta-feira (4) dentro de um veículo em uma estrada do município de Porto da Folha (SE), Alto Sertão do estado. A informação foi confirmada pela Secretaria de Segurança Pública de Sergipe.

Segundo a SSP, homens armados, em dois veículos Corolla, abordaram o oficial da PM e efetuaram vários disparos, próximo ao local onde fica a sede da unidade da Policia Militar. As Polícias Civil Militar e participam de diligências com intuito de prenderem os criminosos.



domingo, 1 de abril de 2018

Ex presidiário é executado à bala dentro de igreja no bairro Barroso em Fortaleza



Um homem foi assassinado a tiros, dentro de uma igreja católica, no bairro Barroso, em Fortaleza, por volta de 17h50 deste domingo (1º) - dia em que é celebrada a Ressurreição de Jesus Cristo no catolicismo. Ninguém foi preso pelo crime, até a publicação desta matéria.

O homicídio foi confirmado pelo supervisor do Comando de Policiamento da Capital (CPC), major Carlos Paulino. De acordo com informações apuradas pela TV Diário no local do crime, a vítima, identificada como Francisco Fábio dos Santos, de 40 anos de idade, era usuário de drogas e já vinha sofrendo ameaças de morte.

Francisco Fábio foi perseguido antes de ser assassinado. Três homens chegaram à residência da vítima, ao lado da igreja, na Rua 5, no Conjunto João Paulo II, e perguntaram por ele. Um parente alertou para o homem correr e o mesmo tentou fugir para a igreja.
I
Os criminosos perseguiram Fábio e não se intimidaram com o local sacro. Cinco tiros foram disparados contra a cabeça da vítima, que morreu ao lado do altar. Um veículo dava apoio para a fuga da quadrilha.

A Polícia Militar se deslocou para o local de homicídio e isolou a área, para a chegada da Perícia Forense do Ceará (Pefoce) e da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Civil, para ser iniciada a investigação do assassinato.

\"A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informa, por meio da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops), que composições da Polícia Militar do Ceará (PMCE) estão em diligências, na noite deste domingo (01), visando capturar os autores de um homicídio ocorrido no Barroso - Área Integrada de Segurança 07 (AIS 07)\", afirmou a Pasta, em nota.

Vítima saiu do presídio recentemente

De acordo com a Polícia Militar, Francisco Fábio saiu do presídio há cerca de 2 meses, após 10 anos encarcerado. Ele respondeu a pelo menos seis processos criminais.

Após ganhar a liberdade, Fábio estaria cometendo roubos na região onde morava com frequência, segundo informações apuradas pela Polícia.



Coroinha é executado à bala durante assalto em Maracanaú Ce








COROINHA É MORTO EM UMA TENTATIVA DE ASSALTO EM PAJUÇARA-MARACANAÚ/CE


Paroquianos da Igreja de São Francisco de Assis, no Canindezinho, estão devastados com a notícia do assassinato do jovem Esmarley Silva, de 15 anos, coroinha na Capela da Imaculada Conceição. Em uma tentativa de assalto na noite deste sábado, dia 31, o jovem correu e os bandidos atiraram fatalmente, segundo informações de pessoas que não quiseram se identificar.
De acordo com nota emitida pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social – SSPDS, o garoto foi assassinado na Pajuçara, em Maracanaú. “Conforme apurações realizadas pelos profissionais de segurança, a vítima identificada por José Esmarley Alves Silva (15) foi morta com disparos de arma de fogo e também a facadas. Um inquérito policial foi instaurado na Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa – DHPP. Agora, a Polícia Civil apura as circunstâncias do crime e diligências estão em andamento visando identificar e prender os autores.

AGENTES DA SEGURANÇA PÚBLICA TERÃO DIREITO A VOTAREM MESMO ESTANDO DE SERVIÇO



VOTO GARANTIDO
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE)iniciou a tomada de providências para que todos os órgãos de Segurança Pública enviem até o dia 23 de agosto a listagem com os nomes de todos os servidores que estarão de serviço nos dias de votação. Essa lista vai contemplar policiais civis, federais e militares, policiais rodoviários, bombeiros militares, agentes penitenciários, guardas municipais e agentes de trânsito que estarão trabalhando nos dias de Pleito. A medida vai assegurar que todos possam exercer o direito de votar, mesmo estando fora do domicílio eleitoral (município) ou longe de suas secções eleitorais. Assim, os agentes da lei terão garantido o direito de escolher seus representantes políticos.
FONTE: BLOG DO FERNANDO RIBEIRO